• Background Image

    Receitas de Amigurumis – onde habitam, como vivem, do que se alimentam

    May 24, 2017

May 24, 2017

Receitas de Amigurumis – onde habitam, como vivem, do que se alimentam

Olá pessoas!!!

A humanidade está com o péssimo hábito de falar sobre assuntos sem entender, sem analisar ou pesquisar sobre as coisas. E isso muitas vezes acaba em briga apenas por falta desse conhecimento.

Então o assunto é polêmico, mas eu vou postar mesmo assim a fim de informar quem estiver afim de aprender mais um pouquinho. E se você achar o conteúdo desse post útil, compartilha nas suas redes sociais! Vamos mudar o mundo devagarinho e um por um. Porque assim quem sabe a gente consiga melhorar nosso país zoadinho em outros assuntos também (ex: política!).

Bom, quem faz amigurumis sabe que a gente segue receitas. E elas são criadas a partir de um bonequinho, muitas vezes desenhado ou imaginado por alguém. Existem receitas que são disponibilizadas gratuitamente e outras que precisamos comprar. Ao comprar uma receita, você recebe um arquivo em PDF com ela bem explicadinha.

A polêmica que acontece é que muitas pessoas compram essas receitas e distribuem por aí, assim como música e filmes piratas =(. E acham que está certo, porque o arquivo é delas e elas fazem o que quiserem com ele. Então vamos lá, por tópicos desmistificar algumas coisas.

Existem receitas grátis lindas!

Na rede social Pinterest existem muitas imagens de amigurumis que levam às receitas grátis! Alguns designers que vendem, volta e meia disponibilizam alguma coisa grátis em seus blogs também!

O site Amigurumi Brasil é um portal de receitas grátis em português. Tem coisas linnnnndas lá, totalmente grátis!

No site Amigurumi Today também tem receitas grátis lindas! E eles tem uma coisa que eu acho que é muito legal: você pode entrar no site e fazer a receita o quanto quiser.É legal porque fica disponível para quem quer fazer, mas para quem quer o conforto de imprimir, paga por isso. Acho justo com quem cria. Afinal, a gente não pode ter tudo que queremos na vida, né?

Quem ainda não consegue comprar uma receita pode começar por elas, vender alguns produtinhos e ir fazendo um fundo de investimento para comprar receitas. Afinal, a gente compra linhas, agulhas, olhinho, e porque não, investir em receitas também. Ninguém compra olhinhos e sai distribuindo os pares para quem pede. Acredito que porque é um produto tangível, que a gente consegue pegar.

Comprar uma receita não é tão caro assim!

Como agora estou administrando um grupo de amigurumi no face, vi várias pessoas comentando que achavam que as receitas custavam muito mais caro que custam. Uma vez conversando com uma designer, ela me disse que se baseia no valor do cafézinho. O valor varia de $ 2.5 a $10 aproximadamente.Além disso, a plataforma em que a loja do designer está custa mensalmente para ele, assim como retém uma comissão por venda. Então óbvio que estará incluído no valor do produto. Dependendo da complexidade e conteúdo do autor. Alguns contém muitos PAPs com fotos, que obviamente deu muito trabalho para ser feito.

Loja de receitas

Loja de receitas.

O problema é que vivemos em um país com a economia muito instável, por isso nossa moeda oscila muito. Como vivemos em um momento que é melhor nem entrar em detalhes, o Brasil fica desacreditado economicamente, e por isso o Real é desvaloriza e o Dólar/Euro sobe. Para quem ama crochê, prefere não olhar notícias, não está nem aí para a alta do Dólar porque pensa que não afetar a vida pois não viaja para fora do país: afeta sim, baby! As receitas poderiam custar R$ 2,70. Mas com a variação a nossa moeda custa R$ 8,80. E quanto mais corrupção, mais pro buraco vamos, e isso inclui pirataria =)

Loja de receitas com valores em Reais

Onde encontrar as receitas e como comprar

Você encontra receitas em alguns sites, os mais usados são o Etsy e Ravelry. Eles são tipo um Elo7, com várias coisas de artesanato, inclusive receitas. Você precisa se cadastrar para comprar. Para isso precisa ter uma conta no PayPal ou um cartão de crédito internacional.

Se você não tem, pode fazer um cartão pré pago pelo Ebanx. A Cláudia Regina, lá no grupo Amigurumi VIP, explicou que funciona assim: você se cadastra e carrega o valor que quiser (ele converte pra dólar). Na primeira recarga, ele desconta 5 Dólares de taxa de anuidade e só. Ai pode usar por um ano sempre que carregar. Ai pra carregar, você pode escolher debito em conta ou se é desconfiada tem a opção boleto. Paga o boleto e no dia seguinte o saldo está liberado pra uso. Legal né?

Revistas e livros x arquivos digitais

A questão sobre livros e revistas sempre é levantada: se a gente compra, é nosso, e a gente não pode dar de presente pra quem a gente quiser? Pode, claro que pode. Eu comprei um livro pra minha vó e dei pra ela de presente. Mas o livro não se duplica pra eu ficar com uma cópia e a vó a outra. Diferente do arquivo digital, né?

Tem lugares que tem livros e revistas inteiros para download, e isso é contra a lei sim. Esse material é registrado. Você pode denunciar sites e grupos que contenham os arquivos para os autores para eles tomarem as devidas providências. Quando vamos à biblioteca, por exemplo, pegar um livro para um trabalho. Ou a gente empresta o livro pelo tempo determinado ou consulta no local. Só pode xerocar uma pequena porcentagem dele, por causa das copias. Isso não fui eu  que inventei, você pode ver onde quiser.

“Ah, mas eu comprei um livro e eu posso emprestar ele físico pra pessoa”. Pode, pode sim. Afinal não somos egoístas. A pessoa usa seu livro e te devolve depois, ou não, dependendo da pessoa. Quem nunca perdeu um livro assim?

Querer não é poder, já dizia o ditado

Eu acredito que seja uma coisa natural do ser humano querer ter as coisas. Ainda mais na cultura consumista que a gente vive. Não acho errado e nem ruim. Na verdade eu adoro, pois é uma das coisas que me fazem querer crescer profissionalmente. Para ter uma vida confortável, fazer coisas legais, comprar produtos que eu gosto e tudo mais. Mas eu tenho em mente que eu preciso trabalhar para me manter. Seja para pagar contas, comprar comida, um sapato, fazer a unha ou comprar uma receita. E tudo tem seu momento, se eu não posso agora, aquilo vira uma meta. Penso em ações que me ajudem a atingir a meta, no caso: a cada amigurumi vendido guardo R$ 5,00 para receita. Juntando R$ 50,00, faço o cartão pré pago do Ebanx e compro a receita que eu quero.

O problema tem sido que muita gente tem juntando um acervo de receitas piratas que dificilmente consiga fazer todas, quer só pra ter. Não vejo sentido. Apesar das várias que são disponibilizadas gratuitamente, e muito fofas por sinal, algumas pessoas querem as que são pagas, parece que só pelo prazer em ter algo restrito. Não sei nem se chega ser o “jeitinho brasileiro”, porque pra mim isso é mais coisa de ladrão mesmo. Roubar.

Tem muita coisa que eu gostaria de ter, mas por causa de prioridades essas coisas ficam de lado. Nem por isso eu vou fazer barraco nas lojas exigindo que me deem só porque eu quero. Vejo alguns apelos de gente dizendo que está passando fome e com amigurumis conseguiriam comprar uma cesta básica, por isso justifica compartilhar receitas pagas. Mas porque não usar as grátis? Ou que tal comprar a cesta básica ao invés do serviço de internet/3G/lan house que usa para fazer o apelo?

Enfim, tudo isso vai da consciência de cada um e infelizmente não temos como controlar. É muita gente, muitos grupos e pouco tempo. A internet é muito legal mas infelizmente tem pessoas que se escondem atrás das telas, criando perfis fakes para fazer coisas feias.  Fiz o post para informar, e espero conscientizar algumas pessoas. E a minha sugestão é que se pra você alguma coisa que eu disse fez sentido, não apoie esse tipo de atitude. Não brigue, não comente, não faça barraco. Apenas não apoie. Saia dos grupos, não receba e nem passe os arquivos das receitas e não dê ibope. E vamos ser felizes cada um com seus valores =)

Um beijo,

Dani.

 

20 Comments
  • Nani, May 24, 2017 Reply

    Maravilhoso. Quando eu cheguei nesse mundo a uns 40 dias fiquei totaimente perdida, os grupos mostram valores distorcidos que me deixavam confusa. No momento em que fui ganhando habilidade e mais conhecimento fui percebendo o quanto é difícil todo processo de fazer um amigurumi e nem imagino a matemática e a complexidade de se criar uma receita do zero. Foi quando eu tive meu momento de reflexão e percebi que tudo aquilo estava errado e muito errado. Foi quando eu sai de dois grupos desses e eu ganhei tanto com isso. Comprei duas receitas lindas da Bunnies & Yarn e agora preciso comprar outra que me foi disponibilizada nesse grupo antigo, porque minha consciência pesa grandemente. Muito obrigada pelo texto e pelo belo grupo que criou, espero que um dia as pessoas mudem a forma de ver e pensar sobre as coisas assim como eu mudei.

    • Dani Dalledone, May 24, 2017 Reply

      Que comentário lindo Nani <3 Parabéns pela sua postura! Eu acho que o que falta é informação mesmo, e agora está aí! Um beijão!

  • Cecilinha Buffardi, May 24, 2017 Reply

    DANI Boa tarde; adorei sua explicação e dicas para principiantes e para esclarecer para todos como funciona.
    Sua postura ética que pauta você e seu sucesso; assim que devemos trabalhar.
    Muito obrigada. Bjs
    Cecilinha17@

  • Akiw, May 24, 2017 Reply

    Obrigada pelo óbvio, que tantos ignoram, e pelo tempo pensando em ajudar.

  • Iza Bonatti, May 24, 2017 Reply

    Olá Dani!
    Não faço amigurumis, mas faço crochê, acho que fazia. São tantas decepções, tanta gente sem escrúpulos nesse meio que estou pensando seriamente em mudar de área. O mundo precisa de mais pessoas como você. Beijão, admiro muito teu trabalho😘

    • Dani Dalledone, May 24, 2017 Reply

      Iza! Você é ótima no que faz!!! Eu trabalhava com papelaria e mudei de área pensando que no crochê não teria gente assim, e tinha. Estamos em um país que uma boa parte da população precisa muito encontrar seus valores novamente. Por isso gente querendo se dar bem às custas dos outros tem em todo lugar e em todos os ramos. Eu não estou deixando isso em afetar, e estou tentando disseminar esses valores o máximo que eu posso. Se for pra te deixar feliz, troca. Mas não pensa que vai ser muito diferente. Não deixe gente ruim tirar a sua felicidade <3 beijos

  • Andréa Risério, May 24, 2017 Reply

    Concordo com você Dani. Existem tantas receitas grátis maravilhosas! Eu tenho começado por elas, e estou me saindo muito bem. E já me animei a comprar também, já que os valores não são caros, e entendo como um investimento. Esperamos mesmo que as pessoas mudem e reflitam sobre este assunto.
    Você sempre fazendo a diferença! Merece muito mais sucesso!
    Beijos

    • Dani Dalledone, May 24, 2017 Reply

      Obrigada Andréa <3 Claro que vai se sair bem! Cada vez melhor!!!

  • Tatiana, May 24, 2017 Reply

    Também entrei a pouco tempo nesse "mundo" de amigurumi, e realmente a gente fica totalmente perdida no começo! Hoje entendo um pouco mais e achei o post bem explicadinho! Também saí de um grupo por que não concordo com esse "jeitinho brasileiro". Parabéns pela sua iniciativa em esclarecer e ajudar que está perdido!!!!
    Ah: adorei o título da postagem! rsrsrs

  • Bete Weber, May 24, 2017 Reply

    Parabéns Dani!
    O que eu percebo é que a muitas pessoas têm preguiça até de pesquisar. Querem tudo mastigado e digerido. Eu vejo que na maioria das vezes não é falta de dinheiro pra comprar a receita, mas sim preguiça de procurar. Acho que pensam assim: se alguém já comprou, vou pedir, vai que eu consiga.
    Infelizmente tenho presenciado muita gente assim. Querendo levar vantagem em tudo.
    Beijos.

    • Dani Dalledone, May 24, 2017 Reply

      Bem isso, eu percebi essa malandragem já. Posta foto com o nome do autor e: "alguém sabe onde encontro essa receita?!"

  • Bete Weber, May 24, 2017 Reply

    Eita que meu há gente saiu a gente. Aff não vou mais corrigir.rsrsrs

  • Ariane P Adão Rocha, May 24, 2017 Reply

    Que fofo!! Tudo que as pessoas precisam saber quando entram no mundo do artesanato explicadinho num post!!! Vou compartilhar!!!

  • Akiko Nogawa, May 24, 2017 Reply

    Concordo com você, não adianta reclamarmos do país em que vivemos se não temos consciência do que é a corrupção no nosso dia a dia. Não existe corrupção pequena ou grande, existe corrupção. Excelente post, parabéns !

  • Malê Araujo, May 25, 2017 Reply

    Dani cheguei ontem de viagem e estou fora do ar ainda!!! Mas concordo plenamente com seu artigo. É necessário seremos éticos para sermos respeitados!
    Vou retomar a rotina 😍 Vou ver o que vc tem feito de novidade ❤️ Um beijo Malê Araujo

  • Sara Duarte, August 7, 2017 Reply

    Oi Dany, aprendi o crochê quando era criança, sempre pegava fazia uma coisinha e largava, há dois anos fiz o topo de bolo do meu casamento de amigurumi mas não era algo em que eu me empenhava, ou pegava sempre pra fazer. Tem pouco tempo que voltei e estou descobrindo um mundo novo no meio do crochê e inúmeras possibilidades, tantas que fico até confusa rs Acho que já assisti todos os vídeos do seu canal e tem me ajudado muito, porém me deparo com algumas coisas que não entendo bem, esse post foi muito esclarecedor, mas gostaria de saber se você pode fazer até mesmo um video mais detalhado, dizendo se tem um lugar que você prefere, a maneira de efetuar a compra e etc. Seu trabalho é lindo, inspirador, beijos.

  • Sharon de Geus Romeiro Alves, August 18, 2017 Reply

    Dani te acompanho faz alguns meses desde que fiquei em casa para cuidar da minha filha que ficou doente, e ela pediu um polvinho de crochê e assim te encontrei e entrei para esse universo que estou amando. Entrei em grupo de amigurumis e fiquei estarrecida com a total falta de ética das pessoas! Alguns anos à traz eu fazia artesanato de feltro e sai dos grupos por esses motivos que vc comenta acima e vejo que não mudou, infelizmente o jeitinho brasileiro ainda insiste em estar presente em algumas pessoas. Um grande beijo Sharon.

  • Lidia, September 25, 2017 Reply

    Obrigada Dani. Disse tudo que é necessário. Quem trabalha com artesanato tem de pensar e agir desta maneira. Ha se todos tivessem esta consciência.... Quem sabe com o nosso trabalho de "formiguinhas" conseguimos mudar muitas coisas, não é mesmo? Obrigada. Grande beijo e que Deus continue a te abençoar, hoje e sempre. Lídia

  • Marcia Mallmann, October 4, 2017 Reply

    Você também tem receitas para vender?

    • Dani Dalledone, October 23, 2017 Reply

      Não tenho...


Leave A Comment

Leave a Reply