Quem não se encantou com o post em diversos blogs sobre o Projeto Octo, que faz polvinhos em crochê para deixar junto com bebezinhos prematuros que estão em tratamento na UTI. Segundo a reportagem, ao abraçar o brinquedo os bebês se sentem mais calmos e protegidos porque os tentáculos remetem ao cordão umbilical e causa a sensação de estar dentro do útero.

A experiência foi feita no Hospital Universitário Aarhus, onde foi observado que os bebês apresentaram melhoras no sistema cardíaco e respiratório.

Uma pessoa que eu admiro muito e serve de inspiração profissional para mim está passando por essa situação, e quando vi a reportagem pensei na hora em fazer um desses para ela. Não sei se o hospital vai deixar colocar na incubadora e se realmente ele ajuda nessa melhora. Mas de qualquer a família receberá meu carinho e amor em forma de polvinho. Nem que seja para o bebê brincar quando estiver bem fortão fora do hospital <3

UPDATE: está todo mundo fazendo polvinhos, viva!!! Veja aqui a reportagem sobre o meu primeiro polvinho.

E para quem quiser fazer e ajudar bebêzinhos lindos, segue o vídeo ensinando. Espero que gostem, e desculpem quando eu deu uma fugida da câmera!

 

Similar Posts

9 Comments

  1. SENSACIONAL ❣❣❣
    ?? Muito Obrigada por sua generosidade …já estou organizando um grupo para fazermos em Marília ??

  2. Oi Mari! Será que dá certo com o fio duna com o mesmo pap? Aaaamo seus vídeos no insta. Beijos!

  3. Boa noite ! Sobre o projeto Octo que são os polvilhos ! Precisa ser confeccionado com a linha Anne pois o barroco é muito pesada para os recém nascidos, já a fibra tem que ser a siliconada e antialérgica pois aguentam a temperatura de esterilização !!!

    1. Olá! O modelo do polvinho foi testado e aprovado pelos médicos das UTIS das maternidades em Curitiba. Também foi testado na autoclave =) O post tem mais dois anos, e o projeto deslanchou no Brasil por causa dele. beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.